Consulta Simples Nacional

Consulta Simples Nacional

O Simples Nacional, também conhecido como Super Simples, é um regime tributário simplificado que foi lançado com o objetivo de beneficiar com a redução de impostos em até 40% das micro e pequenas empresas. Vamos ver abaixo como fazer a Consulta Simples Nacional.

simples nacional

O Simples Nacional está em vigor no Brasil desde 2007 e em 2015 o governo brasileiro aumentou a abrangência do regime e possibilitou a inclusão de outros profissionais no sistema. A previsão do governo é 450 mil empresários sejam beneficiados pelo sistema.

Quais são as empresas que podem aderir ao Simples Nacional?

Anteriormente, o enquadramento no Simples Nacional era feito por categoria de serviço, mas com as mudanças que começaram a valer em 2015, a adesão passa a ser avaliado pelo teto de faturamento anual. Os valores variam de acordo com os estados, como pode ser verificado a seguir:

  • Amapá e Roraima: faturamento até R$ 1,26 milhão.
  • Acre, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rondônia, Sergipe e Tocantins: faturamento até R$ 1,8 milhão.
  • Ceará, Maranhão e Mato Grosso: faturamento até R$ 2,52 milhões
  • Demais estados e no Distrito Federal: faturamento até R$ 3,6 milhões.

As mudanças também permitem que um maior número de comércios, indústrias e prestadores de serviço como advogados, fisioterapeutas, jornalistas, arquitetos, engenheiros, profissionais da área da saúde, entre outros, possam aderir ao regime tributário.

Quais as vantagens SIMPLES NACIONAL?

A maior vantagem do sistema é a redução da carga tributária das empresas de pequeno porte, atualmente as que mais empregam no Brasil.

Além disso, a Consulta Simples Nacional também promove a redução da burocracia, já que reúne impostos federais, estaduais e municipais, como ISS, PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, IPI, ICMS e ISS. A partir da adesão do Simples Nacional, o contribuinte passa a pagar seus impostos por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), e é o próprio sistema da receita federal que se responsabiliza por repassar os valores para as esferas responsáveis.

consulta simples nacional

Outra vantagem interessante é que o Simples Nacional é capaz de facilitar a abertura e encerramento de empresas de pequeno porte no Brasil, já que diminui a burocracia e aumenta a agilidade.

A adesão ao regime Simples Nacional também pode servir como desempate no caso de uma concorrência por licitação do governo.

É importante destacar também que no setor de serviços, uma maior redução de impostos depende do número de funcionários da empresa. Ou seja, quanto mais funcionários, maior a redução, já que reduz os tributos da folha de pagamento.

Como aderir ao SIMPLES NACIONAL?

A adesão ao sistema tributário deve ser feita através do site da Receita Federal. É preciso ter em mãos o CNPJ e CPF do responsável pela empresa e preencher um formulário online. Toda gestão do sistema também é feita pela internet.

Para aderir, o empresário não precisa alterar a razão social da empresa ou o número do seu CNPJ. A adesão é gratuita.

Veja aqui tudo sobre Dataprev

Agora que você já conhece o Simples Nacional e quais são as suas vantagens, recomendamos que procure um contador para que um profissional avalie se esse é melhor regime tributário para a sua empresa.

Consulta Optante Simples

Conclusão

Bom caros leitores, espero que tenham curtido as informações. Quando abrimos empresa no simples, muitas portas se abrem e fica muito mais fácil conseguir crédito no mercado em empréstimos ligados a bancos ou até mesmo subsídios do governo federal. Se precisarem fazer a consulta Simples Naiconal visite o site do governo clicando aqui.

Dúvidas e sugestões de artigos podem deixar nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *